segunda-feira, 22 de maio de 2017

Ananás grelhado


Vi aqui outro blog que sigo e de vez em quando "rapino" algumas ideias, já tinha visto várias vezes receitas com fruta grelhada e desta vez foi a gota de água. Experimentei e não me arrependi, foi muito fácil e não ficou mau de todo, pelo menos para mim vou repetir com certeza, já os homens acharam que sabia muito a queimado.

Usei ananás de lata. aqueci o grelhador e grelhei, acompanhei com natas doces e uns amendoins caramelizados que tinha em casa, mas acho que com gelado teria ficado bem melhor.


Espero que se inspirem.

Bom proveito

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Lasanha de vegetais


Ontem á noite vi aqui neste fantástico blog que tem coisas maravilhosas e que agora está a mudar um pouco a alimentação o que é fantástico pelo menos para mim que vou fazendo coisas diferentes.

Adorei a rapidez com que consegui fazer a receita, claro que eu aldrabei uma coisinhas....

Esta receita teve o custo de 3.71€ ( só sei porque comprei os ingredientes todos de propósito para fazer, claro que não inclui a cebola, alho, sal, pimentão doce e especiarias porque tinha em casa) deu para o jantar dos 4 e ainda sobrou para o almoço de 2, foi uma refeição fantástica, consegui enganá-los quase até ao fim da refeição, claro que assim que disse que era exclusiva de legumes... começaram a torcer o nariz, mas comeram tudo.

Só cometi um erro não deixei os legumes cozerem bem, pois achei que estavam tão bem picador que disfarçava bem e se ficassem moles não dava a textura de ser carne, mas para a próxima cozem mais tempo.

Ingredientes:

1 embalagem de legumes já cortados e lavados, dizia sopa de legumes (alho francês, couve, cenoura)
1 courguete descascada e ralada
1 pitada de sal
1 fio de azeite
2 c. sopa de polpa de tomate
1c. Sobremesa de massa de pimentão caseira
orégão, nos moscada, pimenta
1 cebola picada
2 dentes de alho picados
massa para lasanha
1 embalagem de molho bechamel (500 ml)
1 embalagem de queijo ralado

Modo de preparação:

Primeiro colocar os legumes num processador e picar.
Descascar a couguete e ralar.
Numa frigideira colocar azeite, alho e cebola a refogar um pouco, depois colocar a polpa de tomate e o pimentão, acrescentar os legumes e as especiarias, deixar cozinhar bem até ficarem macios.
Não parece que tem carne misturada?????

Na embalagem da massa de lasanha, dizia que se podia passar por água quente para esta amolecer, (foi o que fiz, pois já tive uma experiência que tinha corrido mal), colocar um pouco de oleo numa forma de levar ao forno, colocar placas de massa passadas por água, depois os legumes, novamente placas de massa e legumes - aqui coloquei um pouco de queijo e de molho, novamente placas e legumes e placas, depois acabaram os legumes coloquei o molho e o queijo ralado em cima.
Levei ao forno cerca de 30 minutos (tinha medo que a massa não cozesse).
Retirar e servir, acompanhar com uma salada.
Espero que gostem tanto quanto eu, e podem sempre variar os legumes, é uma receita super versátil e de fácil execução.
Inspirem-se
Bom proveito




quinta-feira, 18 de maio de 2017

Salada preguiçosa


Deixo-vos aqui para vossa inspiração, sim eu por vezes olho só para as fotos e depois invento com o que tenho à mão.

Esta salada foi servida ao jantar, sim tenho sempre pouco tempo para preparar o jantar e tem de ser bem rápido pois os meninos ou comem até as 19h30 ou adormecem á mesa.
Bem esta receita foi super simples.

Ingredientes:

1 Copo de arroz aromatizado da Bom Sucesso
2 e 1/2 de água (medida do copo de arroz)
1 pitada de sal

Colocar todos is ingredientes numa tigela que dê para levar ao microondas e na potência máxima deixar durante 15 minutos.

1 Lata de atum (usei das grandes)
1 Lata de feijão branco (usei das grandes)
Polpa de tomate Q.B.
Azeite Q.B. (muito pouco pois o atum mesmo escorrendo o oleo tem algum)
1 C. Sopa de massa de pimentão (usei caseira)
1 Cebola pequena picada
2 dentes de alho picados

Levar o azeite, cebola, alho ao lume até a cebola ficar transparente.
Acrescentar a polpa de tomate e massa de pimentão, mexer um pouco, acrescentar o atum e o feijão, mexer para envolver bem.

Numa tigela colocar o arroz e em cima a mistura de atum, mexer para envolver bem, polvilhar com salsa picada.

Espero que gostem e se inspirem, 

Bom proveito



sexta-feira, 12 de maio de 2017

Creme de Espinafres c/Grão







Ora bem,
Vou contar uma experiência que tive, talvez já saibam e a "atrasada" seja eu mas tenho de partilhar com vocês.
Já ouvi falar muitas vezes de comida cozinhada a vapor.
Até tenho um conjunto de tachos com uma "colecção" de acessórios mas nunca me dei ao trabalho de usar.
Foi então que... o meu menino tem 8 meses e decidi fazer sopa (as minhas sopas ficam sempre super aguadas) mas desta vez usei um ralador que se coloca em cima do tacho, coloquei no tacho água depois no ralador coloquei  2 batatas, 2 mãos cheias de espinafres, 1/2 cebola e metade de uma lata pequena de grão.
Liguei o lume e deixei cozer.
Pensei pronto lá vamos demorar a fazer a sopa, primeiro que isto coza.... mas enganei-me foi bem mais rápido e deliciei-me quando com a varinha mágica fui passando e colocando poucas colheradas da água da cozedura para ficar cremosa, ficou maravilhosa acrescentei um pouco de azeite e ainda deu para 4 refeições para ele.
A minha primeira sopa cremosa, ele deliciou-se.
A sopa tinha uma cor bem mais verde e cheirava tão bem.... até eu comi (acrescentei um pouco de sal)
É só vantagens a cozedura a vapor, os alimentos ficam mesmo com o sabor deles não fica diluído na água, ficam cremosos depois de passados, dá para fazer alguma quantidade (pensei que desse para pouco, mas enganei-me), depois desta sopa foi a vez de cozer pêras e maçã com casca não ficaram negras pareciam as pêras das latas mas muito mais saborosas, fica com o real sabor da fruta e sem corantes ou conservantes, numa caixa fechadas duram alguns dias.
Para mim achei fantástico em vez de todos os dias dar ao menino bolachas naquele tempo mais morto entre as refeições agora dou-lhe fruta e vegetais cozidos, fica tal e qual se corta, se cortarmos em quatro dá perfeitamente para a criança agarrar e ir comendo sozinha.

Desculpem o testamento mas tinha de partilhar.
Já sei fazer sopas deliciosas....

Espero que gostem e se inspirem.

Bom proveito

terça-feira, 2 de maio de 2017

Semana dedicada às mães - A Vida de Nessy






Bem estou a participar num desafio semanal em conjunto com vários blog.

Esta semana é dedicada às mães, tirem sugestões, coloquem sugestões e partilhem muito.

Se pudesse qual a receita que faria para a sua mãe????

Espreitem aqui temos algumas.




quinta-feira, 27 de abril de 2017

Peripécias de uma Páscoa na terra - Folar 5 Minutos; Massada Bacalhau; Pataniscas Bacalhau



Antes demais, espero que tenham tido uma Páscoa Feliz.

Bem quem me segue já percebeu que em épocas festivas de vez em quando vamos até á terra (Castelo Branco), e por lá..... ui é sempre uma aventura a nivel de tudo.... aprendo muito é bem verdade e aprendemos todos a "desenrrascar". O ar é do melhor que há, as crianças andam bem mais á vontade mas mesmo assim.

Bem desta vez, trouxe tudo o que os meus sogros me ofereceram (desde que tenho este blog, que tenho aprendido muito em especial a armazenar os alimentos e aproveitar tudo o que é possível.

Vou tentar contar uma história, depois publico as receitas com os detalhes ok?

Bem comecemos, todos nos esquecemos que sexta feira era dia de peixe, menos os meus sogors, claro que torcemos o nariz, mas como a minha sogra é uma querida disse que tinha bacalhau, assim todos podiamos comer certo?, perguntou como queriamos, com couves, grão e eu disse logo deixe que eu faço (mal sabia onde me estava a meter, mas enfim), perguntei ao marido e ao cunhado que foram unanimes a escolher massada, mas o cunhado deu a ideia que em vez de cozer o bacalhau e desfiar cortar aos cubos, (primeiro precalço), ora sem tábua......
Fomos descobrir um chaveiro pequeno mas estava a resolver o problema até que reparámos que a tinta estava a sair, ai, ele colocou papel absorvente para cortar. (pronto primeiro ponto resolvido).
Chegou a hora de fazer a massada, (quem me segue sabe que sempre que posso compro feito, ou então ingredientes que me facilitam a vida em muito, tipo clados knorr, polpa tomate, sopas instantaneas, para temperar essas coisas que para mim existem sempre, raladores, batedeiras, varinha mágica, descascador de cenouras, essas coisas que nos facilitam a vida em muito, e, que aqui na terra quase nem conhecem :( enfim... )
Procurei um tacho grande e uma colher de pau, bem como podem ver o tacho é grande mas a colher era a maior que havia, (tenho de lhe oferecer uma coisas)

Coloquei num tacho, cebola picada á mão (claro, assim com alguns cortes nos dedos), com um pouco de azeite e alhos (esmagado á murrada), deixei ferver um pouco e... quando me lembrei que não havia polpa de tomate, (segundo precalço), disseram loga aos gritos isso não presta está aqui tomate põe este que fica melhor, pois sim lá teve de ser, (não gosto das peles nem das sementes na comida e por isso estava a fazer-me confusão, assim como gosto de um pouco de cor e o tomate não deixa tanto como a polpa) lá coloquei 3 tomates (pensei que chegava, mas não tinha cor nenhuma, fui colocar mais 3 e depois mais 3 e quando me apanharam gritaram: isso é tomate a mais assim só vai ficar a saber a tomate e vai fazer azia, pronto so consegui colocar 7 no total, cor... como podem ver nas fotos quase nenhuma.
Depois veio a parte em que comecei a ver as peles e as sementes, fui perguntar o que podia fazer, (em casa já tinha resolvido com a varinha mágica, mas aqui, pensava eu, não há) vei de lá a sogra com a varinha e disse, já comprei para passares as sopas dos meninos, nós não gostamos de sopas passadas mas como para eles é melhor... (SALVAÇÃO) passei os tomates todos e virou sopa, (sim o tomate tem muita água sabiam?????), tentei que fervesse mas...., coloquei duas metades de pimentos (que havia no congelador), uma folha de louro e os bocados de bacalhau que tinham mais espinhas (porque o meu cunhado disse o bacalhau coze rápido coloca esta parte das espinhas para dar sabor e depois a massa, quando esta estiver colocas os bocados do bacalhau), assim fiz.
Não precisou de mais água (talvez pela água que o tomate deixou). Polvilhei com salsa no fim.
Não é que ficou saboroso? Nunca pensei sem polpa de tomate e ficou bom que sei lá, comemos tudo.

Com o que sobrou do bacalhau (sim achavamos que era muito, mas se tivessemos colocado tinha ido todo de tão bom que ficou), cozi para fazer pataniscas (à minha maneira, acreditam que ninguem sabia o que eram pataniscas?), foi o jantar com uma salada de alface, tomate, cenoura e salsa, (terceiro precaço) para ralar a cenoura teve que ser com a fac não existe ralador aqui, a sogra ainda queria que cortasse as rodelas, mas sem tábua, preferi ralar com a faca, passando várias vezes a faca sairam uns pedacinhos que nem ralado era mas... o que se arranja.

Para as pataniscas aprendi (sim aqui também se aprende) que se fritarmos numa frigideira rasa com pouco óleo elas ficam maravilhosas.

Então cozi os restos de bacalhau que tinham sobrado do almoço, e desfiei, juntei ovos farinha e leite até ficar uma pasta não muito grossa nem muito fina, cortei um pouco de salsa, eu costumo fazer na frigideira das batatas fritas, uma funda com cerca de 1 litro de óleo, mas, aqui não existe e então fiz numa rasa com pouco oleo e, para meu espanto não ficaram uns ET`s como costumam ficar e foi bem fácil de fritar.

Depois vamos ao folar de 5 minutos, li algures na net que podiamos juntar os ingredientes secos de uma receita e colocar num frasco (quando vi era para oferecer tipo prendas, mas deu-me muito jeito para transportar para a terra, lá não há balança ehehe), era só juntar 1 iogurte e 40 Grs de margarina, que também levei embrulhada em papel de aluminio (duas separadas porque fiz dois folares), então foi só derreter a manteiga, juntar 1 iogurte e misturar "os pós", mexer um pouco fazer a forma de folar e colocar um ovo no centro.


Tudo correu bem, eu sabia que existia o forno porque já tinham arranjado, o que não sabia... é que queimava tudo.
Coloquei papel vegetal que também levei, num tabuleiro e coloquei no forno, era para ser cerca de 25 minutos, mas forno a gás não tem temperatura, coloquei no minimo.
Passado uns minutos cheirava a queimado no quintal, fui ver, estava queimado a parte debaixo mas ainda não estava cozido, o meu cunhado disse para apagar e deixar que acabava de cozer, assim fiz, mas depois de estar frio fui ver e... ainda estava encruado, voltei a ligar o forno sem conseguir resolver, estava delicioso, comemos assim mesmo.

Estas foram as peripécias na cozinha, depois foi a parte de vir embora, querem levar isto? e aquilo? Logo decidi que queria tudo.

O meu sogro foi apanhar folhas de cove, tive de aprender a cortar para caldo  verde é a unica maneira onde as como.


Sentado no banco de pedra da rua com uma placa de esferovite nos joelhos lá me desenrrasquei, nada mau, demorei cerca de 1 hora (eram muitas couves)

E Limões querem? Claro que sim, então descasquei uns quantos, retirando só a parte amarela da casca, que coloquei num saco para depois congelar, e assim fazer receitas que levem a casca do limão, os que estavam descascados quando cheguei a casa fiz sumo e coloquei naqueles sacos de cubos de gelo, para usar quando precisar. Os outros estão na fruteira.
Estou a ficar esperta certo?????

Desculpem o testamento mas.....


terça-feira, 25 de abril de 2017

Couscus Doce



Mais um desfio superado.

Desta vez foi o mês do blog O Cantinho da bela, retirei de lá esta preciosidade, testada, provada e aprovadissima, uma maneira diferente de comer couscous, nós por cá adorámos.

Bem fiz umas alterações pois queria facilitar a minha vida, não é que a receita fosse difícil nada disso como podem verificar aqui mas, quando estou a cozinhar nem sempre consigo estar concentrada e fazer tudo direito, desta foi mais uma vez que isso aconteceu, e daí já não sabia o que tinha colocado a certa altura, resolvi fazer por minha conta e risco, mas ficou bastante cremoso como gostamos por estes lados.

Cá vai a receita:

Ingredientes:
1 litro de leite 
1 casca de limão
1 pau de canela
2 colheres (sopa) de manteiga (esqueci)
130 grs de couscous (só tinha 100 grs)
1 lata de leite condensado 
 (esqueci, substitui por 100 grs de açúcar)
4 claras 
 (esqueci, substitui por 200 grs de gemas)
sal q.b. 
 (esqueci)

Para o creme: (não fiz)
4 gemas 
4 colheres (sopa) de açúcar
8 colheres (sopa) de leite 
canela em pó para polvilhar


Preparação:

Ferva o leite com a casca de limão, e o pau de canela; desligue o lume. Junte os couscous ao leite e mexa. Tape e deixe em repouso durante uma hora.  aqui ficou bem mais tempo e quando fui ver ainda havia muito leite que não tinha sido absorvido, talvez devido á quantidade de couscous que usei, por isso aqui começaram as alterações.
Decidi que não precisava de leite condensado e então coloquei o açúcar e as gemas, levei ao lume mais uns minutos para engrossar e retirei, colocando num pirex e polvilhando com canela.

Na minha opinião acho que a receita original ficaria bem mais fofo devido as claras em castelo mas o meu também ficou divino, para uma próxima que me deixem sozinha na cozinha talvez consiga fazer a receita tal e qual.

Espero que gostem e se inspirem.

Bom proveito